Nosso Roteiro pela Bolívia – La Paz e Arredores

A primeira viagem internacional ninguém esquece. lá estávamos nós indo para La Paz, a capital administrativa da Bolívia. Andamos por horas sem parar. Queríamos conhecer tudo o que a cidade tinha para oferecer: Iglesia de San Francisco, Plaza Murillo e o…

A primeira viagem internacional ninguém esquece. Lá estávamos nós indo para La Paz, a capital administrativa da Bolívia. Andamos por horas sem parar. Queríamos conhecer tudo o que a cidade tinha para oferecer: Iglesia de San Francisco, Plaza Murillo e o centro administrativo do país, Calle Jean e os seus museus e por fim o mercado das bruxas. O dia seria e de fato foi longo e cansativo.


Por assunto:

  1. Como chegamos
  2. Onde nos hospedamos
  3. O que fizemos
  4. Onde comemos

Como chegamos

Voo de Brasília à La Paz pela TAM (na época). Saímos de Brasília às 18 horas, fizemos uma escala em Assunção e em seguida fomos para Laz Paz. Chegamos na capital boliviana por volta das 2h da manhã. O aeroporto fica em uma cidade perto de La Paz, chamada El Alto, que por incrível que parece, fica mais alto do que La Paz. A piada é que os aviões nesse aeroporto não pousam, eles estacionam! Foi boa, diz aí!

ℹ️ Fato interessante: já na chegada, ao sair do avião, você vai sentir uma pequena falta de ar. Pequena é jeito de falar. Devido à altitude (cerca de 4000 metros), fica bem difícil de puxar ar suficiente. Pra mim, foi um pouco desesperador no começo. Entretanto, depois de alguns minutos, o corpo pareceu se acostumar com a nova condição.

Fomos de táxi do aeroporto até o nosso hotel. O preço do táxi para o centro de La Paz era tabelado em Bs. 50. Tínhamos levado Bs. 40 do Brasil e meio que por acaso conseguimos dividir o táxi com duas brasileiras de São Paulo. Pagamos Bs. 20 pelo trajeto.

✅ Dica: Olhe sempre se o táxi é credenciado. Além disso, eles podem cobrar acima do preço de tabela. O ideal é sempre pechinchar.

Onde nos hospedamos

Durante toda a nossa estadia em La Paz, ficamos no Hostal Copacabana. Não confunda hostal Copacabana com hotel Copacabana. São dois locais diferentes e os taxistas podem te levar para o lugar errado.  Reservamos tudo do Brasil (infelizmente ele não está aceitando reservas pelo Booking.com, mas vale a pena dar uma olhada em outras opções de hospedagem) e conseguimos um bom desconto na diária (Bs. 70 por pessoa). Além de ser muito recomendado pelos brasileiros que vão para La Paz, o escolhemos também pela sua localização, pertinho do centro e dos principais pontos turísticos de La Paz. Pegamos um quarto triplo com banheiro privado e água quente. O preço incluía também café da manhã (pão, manteiga, geleia, café, chá de coca e suco de fruta).

Booking.com

O que fizemos

Iglesia de San Francisco

O primeiro ponto turístico que fomos visitar foi a principal igreja de La Paz, a Iglesia de San Francisco (Calle Sagarnaga). Ela foi construída em 1548, destruída em 1610 por uma nevasca e reconstruída em 1784. É uma construção de se admirar pelos detalhes e pela grandeza. No dia que a visitamos, os bolivianos estavam comemorando o dia do padeiro. Teve distribuição de pão pra todo mundo! Foi uma cena muito interessante de se ver.

Iglesia de San Francisco - O que fazer La Paz.
Iglesia de San Francisco.

Ao lado da igreja, na Calle Sagarnaga, encontramos um mercado de artesanato muito bom. Foi onde encontramos a melhor qualidade com o melhor preço. Compramos vários gorros feitos com lã de alpaca (cada um Bs. 14, pechinchando muito). Subindo essa mesma rua você pode encontrar outras lojas de artesanato, mas não achamos a qualidade dessas outras comparáveis (preferimos o mercado de artesanato).

Plaza Murillo

Plaza Murillo - O que fazer La Paz.
Plaza Murillo.

O próximo ponto que visitamos foi a famosa Plaza Murillo. Andamos cerca de 4 quadras da Iglesia de San Francisco rumo a Calle Comercio, subindo uma ladeira cansativa.

Palacio Quemado e Catedral Metropolitana Nuestra Señora de La Paz (respectivamente)
Palacio Quemado e Catedral Metropolitana Nuestra Señora de La Paz (respectivamente)

A praça é muito bonita e repleta de prédios antigos, dentre eles, o palácio presidencial (ou Palacio Quemado), a Catedral Metropolitana Nuestra Señora de La Paz, e a Asamblea Legislativa Plurinacional de Bolivia. Tivemos a sorte de acompanhar a troca da guarda presidencial. Durante nossa passagem, tivemos a honra de acompanhar a troca da guarda presidencial. Bem simples, mas interessante.

Calle Jean

Logo depois, fomos para a Calle Jean, que fica cerca de 6 quadras da Plaza Murillo. Essa sim é uma Calle diferente dos padrões da cidade. A rua tem um estilo colonial conservado e é sem muito movimento. Lá se encontram a maioria dos museus da cidade.

Calle Jean - O que fazer La Paz.

O ruim de visitar a Calle Jean foi que todos os museus estavam fechados, exceto o museu de instrumentos musicais. Acabamos por não visitar nenhum museu em La Paz. Entretanto, para quem gosta penso que vale a pena perder um tempinho e olhar o que cada museu tem, pois, são baratos e trazem boas informações sobre a cidade e a cultura boliviana. Outros museus interessantes que não visitamos, mas que ficamos na vontade de visitar foram o Museo Nacional de Arqueología que fica na Calle Tiahuanacu e o e da Coca, na Calle Linares.

✅ Dica: Acho que essa é a principal dica para quem vai visitar a cidade: não coma em qualquer lugar. A comida de rua está fora de questão e alguns estabelecimentos também. Tenha em mente qual restaurante você vai visitar (aqueles que os guias e os fóruns recomendam), porque a gente foi sem olhar e ficamos batendo perna durante um tempão pra achar algo que com certeza não nos deixaria doente.

Mercado das Bruxas e Museo de Coca

Já no finalzinho da tarde a gente deu uma passeada já no finalzinho da tarde no famoso mercado das bruxas e no Museo de Coca. A feira ainda existe e você vai encontrar de tudo, de afrodisíacos, chás, até fetos de lhama meio que mumificados. O local tradicional desse mercado era em frente à igreja, mas não sei como está hoje. Na época que fomos, eles estavam construindo um viaduto na frente da igreja e a feira se espalhou pelas ruas em volta.

E antes de voltar pro hostel, passamos bem rapidinho no Museo de Coca, que quando chegamos, estava fechado, mas a gente queria por que queria tirar uma foto lá dentro! Coisa de jovem inconsequente, sabe? Agora, se você olhar pra minha cara, vai notar que estou meio pálido ou algo do tipo. Sim, eu estava passando mal, o famoso mal de altitude.

O Famoso mal de altitude

Já no hotel, senti um grande mal-estar, seguido de dor de cabeça e vontade de vomitar. Era o famoso mal de altitude, perigosíssimo se não tratado corretamente. O cansaço contribuiu bastante. Pedi na recepção um chazinho de coca para aliviar o mal-estar, mas não funcionou. Tínhamos comprado um saquinho de folhas de coca na rua. Masquei algumas folhas, mas nada de melhorar. Já estava perdendo as esperanças.

A última alternativa que tinha era uma bolsa de remédios que levamos para casos de emergência. Peguei uma pílula de dipirona e no meio da noite já estava na minha condição normal. O bom foi que não precisamos ir ao hospital e nos demais dias, não senti mais os efeitos da altitude.

Tiahuanaco

Tiahuanaco - O que fazer La Paz.

Aos arredores de La Paz, decidimos visitar Tiahuanaco, uma antiga civilização não é muito conhecida mesmo nos dias atuais. O que se acredita é que Tiahuanaco foi a cultura precursora da civilização Inca. Acredita-se que durante seu apogeu, por volta de 300 DC, sua influência política e cultural se estendia por vários países atuais, dentre eles, Bolívia, Chile e Peru. Esse “quê” de desconhecido sobre Tiahuanaco fez o nosso tour ser ainda mais interessante. Nada melhor do que visitar um local histórico cheio de perguntas e mistérios.

Famosa Puerta del Sol e um dos principais atrativos de Tiahuanaco.
Famosa Puerta del Sol e um dos principais atrativos de Tiahuanaco.

Fomos da maneira mais em econômica possível. Pegamos uma vanzinha perto do hostel em direção ao cemitério da cidade. Em seguida pegamos outra van que ia direto para Tiwanaku. Não tem erro. Dentro do sítio arqueológico, você vai poder ver de tudo: antigos templos, uma pirâmide, estátuas de vários tamanhos e as famosas Puerta del Sol e Puerta de la Luna, popularizada por programas de alienígenas no History Channel.

Onde Comemos

La Paz, pelo menos para mim, tem uma culinária extremamente diferente da que estamos acostumados no Brasil. Em toda esquina a de La Paz você pode encontrar um restaurante que vende frango frito com batatas. Até aí tudo bem, mas o cheiro de óleo é tão forte, que o estômago chega a ficar embrulhado. Acabamos que no primeiro dia comemos em uma rede de fast food (Vou lembrar o nome) que vendia carne de vaca e parecia ser bem higiênico. Acho que essa é a principal dica para quem vai visitar a cidade: não coma em qualquer lugar. A comida de rua está provavelmente fora de questão. A dica é já ter em mente qual restaurante você vai visitar, sabe aqueles que os guias e os fóruns recomendam? Pois é, não levantamos nenhuma informação sobre isso e acabamos comendo mal na cidade. Só para ter ideia, jantamos no hostel, um pacote de batatas fritas caseiras e refrigerante.

Conclusão sobre La Paz

A gente não teve muito tempo pra conhecer La Paz, mas do pouco que a gente ficou, a gente conseguiu ver bastante cultura, tradição e pessoas muito felizes e dispostas. La Paz definitivamente deixou sua marca. Uma capital com cara de cidade do interior e com cultura e história transbordando a cada rua e esquina que você visita.

Gostou do post?

Você acha que ele pode ser útil pra mais alguém? Compartilhe! E olha, o post não acaba por aqui. Estamos curiosos pra saber as suas sugestões, opiniões e dúvidas aqui embaixo nos comentários!

Quer apoiar o Férias Contadas?

Sabe aquela coisa de que você não precisa ser milionário pra ajudar os projetos que você acredita? Pois bem! É assim que a gente funciona. Você pode apoiar o nosso filho Ferias Contadas de várias formas: curtidas, comentários e compartilhamento dos posts, inscrição na newsletter, apoio financeiro e o céu é o limite (até massagem no pé tá valendo hehehe)!

Quer apoiar a gente? CLIQUE AQUI pra saber como!

Deixe um comentário!