Montagne des Érables


Planejamos sair de casa por volta das 4 horas da manhã, mas o despertador só tocou às 6h (sei!). Arrumamos as coisas na correria. Teríamos 420 quilômetros de estrada até a Montagne des Érables, mais conhecida como Acropole des Draveurs. O complexo de montanhas é uma das mais belas formações rochosas do Canadá e está localizada no Parc National des Hautes-Gorges-de-la-Rivière-Malbaie, pertinho da cidade de Québec.


mais trilhas e montanhas por aí


Horas de estrada depois e enfim chegamos ao estacionamento externo do parque. Com os ingressos já em mãos (compramos online no site da Sépaq, 8 dólares canadenses por pessoa), fomos em direção ao ônibus que nos levaria ao início da trilha (gratuito). O parque disponibiliza uma navette (como eles chamam esses ônibus escolares americanos por aqui) pra evitar um fluxo exagerado de carros dentro da reserva.

Fizemos a mais longa e difícil das trilhas, o Sentier de Draveurs, que leva ao cume da Montagne des Érables. Depois de algumas paradas, a navette parou no início da nossa trilha, mas antes de descer, uma funcionária do parque deu algumas instruções, rapidamente devo dizer. Quase não deu tempo de terminar e já estávamos fora do ônibus prontos para começar.

Mesmo sem muita sinalização, não era difícil se manter no caminho certo. A trilha era bem limpa. Entretanto, o nível de dificuldade era maior do que o esperado. Nos primeiros minutos de subida (um verdadeiro zigue-zague), o corpo agonizou de certa forma, sem entender o grau de dificuldade da subida. As pernas doíam um pouco e o fôlego não estava um dos melhores. Pra completar, a gente era os primeiros da fila que se formava atrás de nós, portanto não podíamos desacelerar. Tínhamos que manter o ritmo. A trilha era estreita e qualquer ultrapassagem poderia ser bem perigosa.

Depois de certo tempo, o corpo entendeu melhor o que estava acontecendo. A performance foi se adequando e o ritmo ficou satisfatório. Já não nos importávamos muito com a trilha em si. A mente já havia controlado o corpo e agora estávamos focados no objetivo final.

Rumo aos três cumes da Montagne des Érables

Finalmente estávamos no primeiro de três cumes (sim, são 3 cumes, desculpa por não dizer). A vontade era de parar e descansar, mas isso poderia nos desanimar de conhecer os demais, que ficavam à alguns quilômetros de distância dali. A paisagem com certeza só ia ajudar em elevar o animo até os outros cumes. Posso dizer que dali pra frente, foi a parte da trilha mais fora do comum. Parecia que estávamos em um paraíso. Era o precipício de um lado e do outro, uma grande pradaria com vegetação rasteira, bem verdinha, interrompida por rochas enormes.

Depois de “conquistar” o cume mais alto, voltamos em direção aos cumes inferiores, parando no primeiro, onde encontramos uma pequena rocha com vista privilegiada para o vale. Nos sentamos, abrimos a mochila, tiramos a comida e ficamos ali por quase 30 minutos. Foi uma experiência e tanto. Só de lembrar me sinto como se estivesse lá ainda e me lembro do silêncio e da paz que sentimos.

Mais informações:

Sites úteis: 

Como chegar: Carro. Seguem as coordenadas do estacionamento: 47.854454,-70.4317735

Horário de funcionamento: Aberto durante todo o ano (sem horário de funcionamento definido).

Custo: Gratuito (estacionamento e trilha).

Dificuldade: moderada à difícil.

O que levar: tênis e roupas apropriados para trekking e para a época do ano e bastões de trekking. Leve um lanchinho (pão, bolo, barra de cereal, banana, etc.) e pelo menos 2 litros de água. Repelente para mosquitos e protetor solar também são muito importantes, principalmente no verão!

O que você achou?

Adoraria saber sua opinião, sugestões e perguntas nos comentários abaixo.

Oi, me chamo Marcos Amaral

Viajar pra mim sempre foi mais do que somente ir para outro lugar, tirar fotos ou contar o número de países que já visitei. Pra mim, viajar é viver experiências, sentir sensações únicas. Adoro escrever sobre elas. Mais do que um relato, tento traduzir o que vivi pra fazer você viajar comigo. Sou casado com a Gabriela e hoje, viajamos pelo mundo em busca de experiências únicas.

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Comentário