Contemplando o nascer do sol em Tikal

A certeza de chuva em Tikal era unânime. Início de Outubro, temporada de chuva, o que mais esperar? Entretanto, o horizonte estava limpo ao contrário de todas as expectativas. Não havia muitas nuvens e os raios de luz já se misturavam com a escuridão, formando a cada segundo uma nova  pintura, em diferentes cores e com diferentes intensidades.

Mas para quem pensa que o espetáculo era destinado ao nascer do sol, está muito enganado. O barulho da floresta se despertando era o verdadeiro espetáculo. Os animais acordavam e começavam a cantar por todos os lados. Eram macacos, pássaros e insetos que entoavam suas vozes para de alguma forma agradecer o renascimento do sol.

O silêncio também era parte presente, ali do alto do templo IV em Tikal. Todos estavam perplexos com a beleza do instante e não se permitiam mover nem se quer um músculo, para evitar perder um segundo da experiência. Passamos ali quase 2 horas entre fotos, olhares no horizonte e ouvidos na vegetação. No final, quando tínhamos que nos despedir, ficou a sensação de dever cumprido. Uma viagem inteira repleta de bons momentos e grandes experiências não poderia ter acabado melhor.

Senti imediatamente minha mente se desligando por completo. Era como se quisesse dizer que já era suficiente, que eu já havia conseguido o que buscava. Agora era somente hora de lembrar. Lembrar de tudo que passamos, de todos os sois que vimos, nascendo e se pondo, de todos os vulcões que subimos e descemos, de todos os locais que chegamos e partimos.

O que você achou?

Adoraria saber sua opinião, sugestões e perguntas nos comentários abaixo.

Oi, me chamo Marcos Amaral

Viajar pra mim sempre foi mais do que somente ir para outro lugar, tirar fotos ou contar o número de países que já visitei. Pra mim, viajar é viver experiências, sentir sensações únicas. Adoro escrever sobre elas. Mais do que um relato, tento traduzir o que vivi pra fazer você viajar comigo. Sou casado com a Gabriela e hoje, viajamos pelo mundo em busca de experiências únicas.

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *