A melhor experiência gastronômica de Bangkok


O título não mente. Foi de fato a melhor experiência gastronômica que tivemos em Bangkok. Já eram quase 4 horas da tarde e depois de visitar o templo da montanha dourada, resolvemos jantar. Um dos restaurantes de rua mais famosos da cidade, o Thipsamai Phad Thai , abriría somente as 5, mas sabíamos que a fila seria enorme.

Dizem até que a família real tailandesa come por ali de vez em quando. O local era simples e pequeno. Os pratos eram preparados em uma cozinha a céu aberto. Quando chegamos, os funcionários, que eram no mínimo uns 20, preparavam o local para receber a multidão.

Faltando 20 minutos para abrir, a fila já estava imensa e todos os funcionários estavam alinhados no interior do restaurante, repetindo frases em tailandês e olhando atentivamente para a multidão que se formava do lado de fora. Era como uma reza, uma prece, uma oração. Não sei ao certo o porquê, mas era cativante.

17 horas e o restaurante se abre. A fila começou a se mover e gradativamente cada um era direcionado para uma mesa. Como se fosse uma fábrica, um funcionário deixava os acompanhamentos, outro o suco e por fim, uma outra pessoa anotava os pedidos. Por eficiência esse restaurante já ganhou meu coração.

Pedimos o famoso Pad Thai em duas versões diferentes. Uma com cobertura de ovo e a outra sem. Os pratos não era muito sofisticado e a porção era suficiente para 1 pessoa. O destaque foi para o equilíbrio dos sabores. Várias camadas de temperos resultavam em um prato leve e extremamente saboroso. O coentro, a cebolinha e o broto de feijão só ajudavam no resultado. O camarão estava delicioso, limpo e bem temperado. Enfim, nota 1000.

Ah esqueci de um pequeno grande detalhe. O Thipsamai Phad Thai está no guia Michelin (na data que escrevi esse texto) como um local a se visitar. A estrela ainda não veio, mas tem todo o potencial para receber uma na minha opinião.

O que você achou?

Adoraria saber sua opinião, sugestões e perguntas nos comentários abaixo.

Oi, me chamo Marcos Amaral

Viajar pra mim sempre foi mais do que somente ir para outro lugar, tirar fotos ou contar o número de países que já visitei. Pra mim, viajar é viver experiências, sentir sensações únicas. Adoro escrever sobre elas. Mais do que um relato, tento traduzir o que vivi pra fazer você viajar comigo. Sou casado com a Gabriela e hoje, viajamos pelo mundo em busca de experiências únicas.

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *